Manutenção de Bomba Hidráulica Industrial - problemas na bomba hidráulica - Tipos de bombas hidráulicas

Manutenção de Bomba Hidráulica Industrial

Conheça os principais aspectos a serem levados em conta durante a manutenção da bomba hidráulica, além dos problemas mais comuns e como evitá-los.

A bomba hidráulica é um dos componentes mais importantes num equipamento hidráulico industrial. De fato, ela é o coração do equipamento e, portanto, precisa funcionar corretamente.

Sendo assim, antes de começar o artigo, caso você esteja procurando por manutenção de qualidade para sua bomba hidráulica industrial, fale com quem é AUTORIDADE NO ASSUNTO. A INDUSTRIAL 4.0 possui mais de 20 anos de experiência na área.

Entre em contato agora mesmo e solicite o seu orçamento.

Continuando, você já deve saber que existem bombas hidráulicas industriais de diverso tipos, por exemplo:

  • Bombas de engrenagem: Processos frequentes, de pressão baixa ou fixa;
  • Bomba de pistão: Usada em sistemas de alta pressão;
  • Bombas de palheta: Fluxo e pressão baixa ou variável.

Em geral, os sinais de problemas nesses tipos de bombas são semelhantes.

Manutenção de Bomba Hidráulica Industrial

Sem dúvida, quando se tratam de sistemas hidráulicos industriais — assim como o cilindro — a bomba é um dos itens mais sujeitos a desgastes. Sendo assim, para garantir um bom desempenho do equipamento, é fundamental ficar atento ao seu funcionamento, assim como aos sinais que ela pode apresentar em caso de defeito.

SINAIS DE QUE HÁ ALGO ERRADO COM A SUA BOMBA

Em geral, quando há algo de errado com a bomba os primeiros sinais são: aumento do barulho e aquecimento além do normal. Em seguida, poderá ocorrer falha na operação dos cilindros, dificuldades no fluxo de saída, queda na velocidade dos cilindros ou motores hidráulicos ou até mesmo falha generalizada no sistema.

COMO EVITAR FALHAS NA SUA BOMBA

Não tem segredo, a melhor forma de evitar falhas com toda a certeza é a manutenção periódica e preventiva. Nesse sentido, coletar dados sobre o desempenho da bomba (pressão, temperatura do óleo etc) é uma ótima maneira de antever possíveis problemas (manutenção preditiva). Desse modo, ao mínimo sinal de alteração, você já identifica o defeito e toma uma atitude para evitar que ele se agrave.

Manutenção de Bomba Hidráulica Industrial

PRINCIPAIS CAUSAS DE PROBLEMAS E COMO EVITÁ-LAS

Conforme verá a seguir, existem várias causas para os diversos problemas que podem ocorrer na sua bomba hidráulica. Saber como evitá-las é fundamental para reduzir paradas inesperadas e aumentar a vida útil não só da bomba, mas também de todo o equipamento. Assim sendo, entre as principais causas de defeitos estão a cavitação, a contaminação do óleo e os vazamentos.

CAVITAÇÃO

Como você pode ler mais detalhadamente neste post, cavitação é a evaporação de óleo a baixa pressão na linha de sucção. Isso resulta na formação e acumulação de bolhas de vapor no óleo de tal forma que interferem diretamente na lubrificação, chegando até mesmo a desgastar a superfície dos metais.

SINTOMAS: Os principais sintomas da cavitação são o aumento do nível de ruído e o aumento da temperatura, especialmente em torno do eixo de rolamento. Além disso, você notará uma dificuldade do equipamento em alcançar a pressão total. Por fim, em médio prazo, poderá notar também o aparecimento de peças erodidas.

O QUE FAZER: Sempre que possível, limpe o filtro de sucção da bomba com solvente e depois seque com uma mangueira de ar. Faça isso mesmo que ele não pareça estar sujo, pois uma camada quase imperceptível de verniz pode ter se formado e isso já é o suficiente para restringir o fluxo do óleo. Verifique se os tubos e mangueiras estão entupidos, com o fluxo comprometido ou danificados. Além disso, certifique-se que o filtro de ar (respiro) não esteja entupido ou obstruído. Por fim, lembre-se de utilizar apenas os filtros, mangueiras e óleo recomendados pelo fabricante do seu equipamento.

CONTAMINAÇÃO DO ÓLEO

Conforme pode ver neste artigo, a contaminação do óleo é disparada a principal causa de problemas em sistemas hidráulicos industriais. Nesse sentido, uma das principais afetadas obviamente é a bomba. A contaminação por água, ar ou partículas sólidas pode ocorrer de diversas formas: através de vazamentos e vedações mal feitas, aeração da bomba, durante os processos de manufatura e montagem ou, no caso da água, pela condensação decorrente da própria operação.

SINTOMAS: Falhas e travamento da bomba, trepidação, perda de vazão, óleo leitoso, falhas prematuras dos componentes, entre outros.

O QUE FAZER: Usar somente filtros de qualidade e recomendados pelo fabricante do equipamento. Limpar todo o sistema antes da primeira partida (flushing). Substituir gaxetas e vedações periodicamente. Aplicar tampões nas mangueiras e manifolds durante manuseio e manutenção. Filtrar todo o fluido antes de abastecer o reservatório (para isso você pode usar o PraticFil da INDUSTRIAL 4.0).

VAZAMENTOS

Os vazamentos em sistemas hidráulicos são causados principalmente pela má qualidade ou uso incorreto de vedações (leia mais aqui) ou pela falta de manutenção. De fato, mesmo vedações de qualidade podem ter sua vida útil comprometida se o equipamento estiver trabalhando com temperaturas acima do normal ou se o óleo tiver contaminantes abrasivos.

SINTOMAS: Redução do desempenho da bomba hidráulica, aumento no consumo de energia e queda no nível de óleo.

O QUE FAZER: Primeiramente, você deve evitar a contaminação do óleo seguindo as dicas citadas logo acima. Verifique também a temperatura do óleo com constância. Além disso, você deve inspecionar mangueiras e tubulações regularmente. Por fim, use vedações de qualidade e mantenha a máquina sempre limpa e com a manutenção em dia.

ALGUNS DEFEITOS COMUNS EM BOMBAS HIDRÁULICAS INDUSTRIAIS

Aqui na INDUSTRIAL 4.0 todo dia recebemos bombas hidráulicas para manutenção. Desse modo, podemos afirmar que boa parte dos defeitos são direta ou indiretamente causados por alguma das 3 razões citadas acima. Além disso, desgaste por tempo de uso e instalação incorreta também são grandes causadores de problemas nas bombas. Sendo assim, confira abaixo alguns defeitos comuns e o que é preciso fazer para resolvê-los:

1. A BOMBA NÃO SUCCIONA O FLUIDO

CAUSAS: Pode ser causado devido a longa distância entre o reservatório e a bomba, tubulações com diâmetro incorreto ou excesso de reduções, válvulas, cotovelos, entre outras.

COMO RESOLVER:

  • Instale a bomba o mais próxima possível do reservatório;
  • Se for o caso, aumente o diâmetro da tubulação de sucção;
  • Reduza o número de válvulas e cotovelos na linha de sucção.

2. A BOMBA DESARMA

O acionador da bomba pode desarmar devido ao excesso de corrente. Além disso, o desarme pode ser causado pelo excesso de pressão na descarga da bomba ou pela pressão negativa na entrada da bomba.

COMO RESOLVER:

  • Verifique se a bomba está de acordo com a pressão especificada pelo fabricante. Em caso de pressão excessiva, instale uma válvula de alívio após a bomba;
  • No caso de ser acionada por inversor de frequência, diminua a rotação da bomba;
  • Em caso de pressão negativa, aumente o diâmetro da tubulação de sucção e diminua a distância entre a bomba e o reservatório.

3. A BOMBA AQUECE DEMAIS

Caso a bomba esteja mais aquecida que o comum, pode ser sinal de que uma quantidade excessiva de fluido está em circulação dentro dela. É o chamado escorregamento ou “slip”.

COMO RESOLVER:

  • Regule a válvula de alívio de modo a diminuir o retorno do produto.

4. BOMBA TRAVADA

Os motivos mais comuns para uma bomba travada são: contaminação por partículas sólidas ou metálicas ou superaquecimento do mancal da bomba.

COMO RESOLVER:

  • Desmonte a bomba e faça uma limpeza nos dentes das engrenagens.
  • Em caso de contaminação, troque o óleo e revise os filtros.
  • Abra as válvulas que bloqueiam o produto até a bomba, para que ela seja totalmente escorvada.

5. BAIXO OU NENHUM BOMBEAMENTO

São muitas as causas para esse problema como, por exemplo, tubos de entrada obstruídos; baixo nível de óleo no reservatório; palhetas, válvulas ou pistões presos por verniz no óleo; ferrugem ou corrosão; óleo contaminado ou de má qualidade; compartimentos, chaves ou pinos quebrados; cavitação na entrada da bomba etc.

COMO RESOLVER:

  • Verifique os filtros e as mangueiras;
  • Confira se há problemas mecânicos, como por exemplo, chaves e pinos quebrados;
  • Use somente filtros e óleos de qualidade e adequados ao equipamento.

BOMBAS PARKER

A divisão de bombas hidráulicas da Parker foi formada em 2004 a partir da aquisição da Denison Hydraulics. Na verdade, a Parker já tinha ampla experiência na fabricação de bombas de pistão, além de uma bagagem de quase 100 anos oferecendo soluções na área hidráulica. Dessa forma, a adição da Denison agregou ainda mais know-how para desenvolver novas bombas seja para aplicações de circuito aberto ou fechado. O resultado: inúmeras soluções inovadoras capazes de melhorar o desempenho dos equipamentos, reduzir paradas para manutenção, reduzir o desperdício de energia, entre outros benefícios.

Sendo assim, caso precise substituir a sua bomba hidráulica, certamente é uma ótima ideia conhecer as opções disponibilizadas pela Parker. Confira abaixo, algumas séries de bombas que merecem destaque.

SÉRIE PGP/PGM11

As bombas e motores da Série PGP/PGM11 são uma versão tecnologicamente avançada das tradicionais bombas de alumínio, com blocos de mancalização, disponíveis no mercado. Desse modo, a Série PGP/PGM11 oferece desempenho e durabilidade superiores, elevada eficiência e baixo nível de ruído em elevadas pressões de operação. Da mesma forma, uma grande variedade de configurações internacionais estão disponíveis para atender aos mais variados requisitos de acordo com cada aplicação. A INDUSTRIAL 4.0 possibilita que você compre as bombas e motores da Série PGP/PGM11 diretamente aqui pelo site, CONFIRA OS MODELOS DISPONÍVEIS.

BOMBAS GOLD CUP ®

A Parker se destaca pelo desenvolvimento de bombas hidráulicas de altíssima qualidade, em diversas configurações, capazes de atender as mais variadas aplicações. Nesse sentido, a série GOLD CUP ® merece destaque. A GOLD CUP ® consiste numa bomba de pistão acompanhada de um motor hidrostático. Trata-se de uma opção ideal para aplicações severas, já que garante maior durabilidade e eficiência nessas condições. Leia mais sobre a GOLD CUP ® CLICANDO AQUI.

TECNOLOGIA DCP

DCP - Drive Controlled Pump

Antes de finalizar este artigo, não poderíamos deixar de citar a tecnologia DCP (DRIVE CONTROLLED PUMP) da Parker. Afinal, trata-se de uma tecnologia revolucionária que resolve um dos maiores problemas das bombas hidráulicas: a perda de energia. De fato, as bombas DCP da Parker trabalham com perda de energia próximas a zero! Além disso, possuem maior durabilidade e menor custo de manutenção. CLIQUE AQUI PARA LER MAIS A RESPEITO…

INDUSTRIAL 4.0

Seja como for, se o assunto é a manutenção da sua bomba hidráulica industrial, conte sempre com quem é autoridade no assunto.

A INDUSTRIAL 4.0 é especialista em equipamentos hidráulicos industriais. Além disso, é distribuidora de toda a linha de bombas hidráulicas industriais da Parker, incluindo a DCP e a Gold Cup ®!

Precisa de soluções para sua bomba hidráulica industrial? Fale com quem é AUTORIDADE NO ASSUNTO. Entre em contato agora mesmo e saiba mais.

Gostou? Não esqueça de compartilhar este artigo no Face!

Rate this post
Rolar para cima
×