Manutenção de Bomba Hidráulica Industrial - problemas na bomba hidráulica - Tipos de bombas hidráulicas

Tipos de bombas hidráulicas

Conheça os principais tipos de bombas hidráulicas e suas aplicações industriais.

A bomba hidráulica é o coração do sistema hidráulico. Afinal, sua função é bombear o óleo responsável por fazer o sistema funcionar. Em outras palavras, podemos afirmar que a função da bomba é transmitir potência através do óleo hidráulico.

Existem diversos tipos de bombas hidráulicas, cada uma com suas características e aplicações. Além disso, existem também muitos subtipos e configurações. Desse modo, é possível atender cada aplicação com absoluta precisão.

Mas afinal, qual tipo de bomba é o ideal para cada aplicação? Como cada um desses tipos de bomba funciona?

É sobre isso que falaremos neste artigo.

Vamos lá!

TIPOS DE BOMBAS HIDRÁULICAS

Em resumo, as bombas hidráulicas industriais podem ser de três tipos:

  • Bombas de engrenagem: Processos frequentes, de pressão baixa ou fixa;
  • Bomba de pistão: Usada em sistemas de alta pressão;
  • Bombas de palheta: Fluxo e pressão baixa ou variável.
Tipos de bombas hidráulicas

BOMBAS DE ENGRENAGEM

A bomba de engrenagem bombeia o óleo através do movimento das engrenagens em direção a saída da bomba.

Para que isso aconteça é necessário um vácuo na entrada da bomba. Este vácuo é produzido pelos próprios dentes das engrenagens em movimento. De fato, são duas engrenagens protegidas por uma carcaça, uma dessas engrenagens é ativada pelo motor que aciona a segunda engrenagem. Essa movimentação bombeia o óleo para os atuadores, transmitindo assim a potência que faz o equipamento funcionar.

CARACTERÍSTICAS

As bombas de engrenagens possuem duas rodas dentadas engrenadas uma na outra. Normalmente operam com pressões entre 50 e 210 bar. Por fim, as bombas de engrenagem contam com velocidades mais elevadas, podendo atingir até 3000-6000 rpm.

VANTAGENS

  • Poucas peças móveis;
  • Preço acessível;
  • Cilindrada fixa.

SUBTIPOS

  • Bomba de engrenagem interna: formada por um engrenagem com dentado interior excêntrica e outra com dentado exterior, também chamada de coroa. Sendo assim, quando as rodas se desengrenam, o fluido é aspirado, preenchendo o vazio entre os dentes das rodas. Quando os dentes voltam a engrenar, o fluido é expelido para a saída, completando o ciclo.
  • Bomba de engrenagem externa: nesse caso apenas uma das engrenagens é ligada ao acionamento, a chamada roda motora. Enquanto isso, a outra roda (roda movida) está engrenada na roda motora e gira no sentido oposto, sendo responsável pela transmissão da potência.

Saiba mais sobre as bombas de engrenagens.

BOMBAS DE PALHETAS

Basicamente, a bomba de palhetas consiste em palhetas montadas em um rotor que gira dentro de uma cavidade. Em alguns casos, essas palhetas podem ser de tamanhos diferentes.

Em relação a pressão operacional, geralmente não passa de 175 bar, embora existam bombas especiais cuja pressão chega a 200 e até 300 bar.

Seu volume de deslocamento é de cerca de 6 a 640cc e apresenta uma grande variedade de velocidades que vai de 500 a 3000 rpm.

CARACTERÍSTICAS

O funcionamento da bomba de palhetas é bem mais simples que o das bombas de pistão e das bombas de engrenagem. Afinal, nada mais é do que um rotor equipado com palhetas ajustáveis dentro de uma câmara.  Esse rotor é acionado por motores a combustão ou elétricos. Desse modo, o movimento contínuo do eixo e das palhetas cria um fluxo que bombeia o fluido hidráulico.

VANTAGENS

A maior vantagem da bomba de palhetas é a ausência de contato entre as partes de metal. Desse modo, ela apresenta maior durabilidade e menores custos de manutenção. Além disso, são bombas bastante silenciosas mesmo em altas velocidades. Da mesma forma, vale destacar a grande variedade de velocidades e viscosidades com que pode operar. Por fim, suas características a tornam excelentes para a sucção, uma vez que apresenta um ótimo desempenho na transferência de fluidos.

SUBTIPOS

Bomba de palhetas com uma câmara: Também são conhecidas como bombas de palhetas desbalanceadas, já que a pressão do sistema fica concentrada em um único lado do rotor.

Bomba de palhetas com duas câmaras: Também são conhecidas como bombas de palhetas balanceadas, já que possuem um equilíbrio entre os lados. Dessa forma, não sofrem com esse carregamento em um só lado.

Bomba de deslocamento variável: A opção com deslocamento variável só está disponível para as bombas de uma câmara. Nesse caso, o deslocamento pode ser controlado ao mover o anel de lançamento através de um ajuste de parafuso.

Saiba mais sobre a bomba de palhetas.

BOMBAS DE PISTÕES

O funcionamento da bomba de pistão se dá através do movimento dos pistões dentro de um tambor cilíndrico. Sendo assim, seu mecanismo de bombeamento consiste basicamente num tambor de cilindro, pistões com sapatas, placa de deslizamento, sapata, mola de sapata e placa de orifício.

Existem vários tipos de bombas de pistão, sendo as bombas de pistão axial as mais utilizadas em aplicações industriais. Além disso, as bombas de pistão radial também merecem destaque.

As bombas de pistão se destacam principalmente por sua capacidade volumétrica e de deslocamento, assim como sua capacidade de gerar altas pressões. Sendo assim, pressão, volume e deslocamento são variáveis importantes que devem ser consideradas na hora de adquirir sua bomba.  

CARACTERÍSTICAS

Em resumo, a bomba de pistão funciona a partir do movimento alternado dos pistões. Esse movimento é o responsável por deslocar o óleo hidráulico. Primeiramente, o pistão se movimenta para cima permitindo a entrada do óleo. Ao se movimentar para baixo, o pistão libera o óleo, agora em alta pressão.

VANTAGENS

A bombas de pistão oferecem algumas vantagens em relação a outros tipos de bombas hidráulicas:

  • Oferecem melhor eficiência volumétrica global;
  • Geram pressões mais elevadas que qualquer outro tipo de bomba;
  • São fiáveis;
  • Têm elevada densidade de potência;
  • Oferecem não só modelos com deslocamento variável mas também com deslocamento fixo.
  • Estão disponíveis em diversas opções de materiais adaptáveis de acordo com a necessidade (como aço, resina epóxi reforçada e muitos outros);
  • Alta durabilidade e resistência;
  • Por fim, são de fácil reparação e reposição.

SUBTIPOS

Bomba de pistão axial: As bombas de pistão axial são as mais comuns em aplicações industriais e se caracterizam pelo movimento retilíneo e alternado dos pistões.

Bomba de pistão radial: Já as bombas de pistão radial trabalham a partir da força centrífuga.

DESLOCAMENTO FIXO OU VARIÁVEL

Uma forma de classificar as bombas, tanto axiais como radiais é o tipo de deslocamento.

Em uma bomba de deslocamento fixo, uma quantidade definida de fluido é bombeada em cada ciclo e isso não pode ser alterado.

Em contrapartida, a quantidade de fluido bombeado em um modelo de bomba de pistão de deslocamento variável é ajustável.

Saiba mais sobre a bomba de pistão.

MANUTENÇÃO DE BOMBAS HIDRÁULICAS

Assim como o cilindro hidráulico — a bomba é um dos itens mais sujeitos a desgastes num sistema hidráulico. Sendo assim, para garantir um bom desempenho do equipamento, é fundamental investir em manutenção de qualidade.

Saiba mais sobre a manutenção de bombas hidráulicas.

BOMBAS HIDRÁULICAS PARKER

Como viu, são muitos tipos e subtipos de bombas hidráulicas. Por isso, ao adquirir uma bomba nova, é preciso analisar e dimensionar muito bem o seu sistema para fazer a melhor escolha. Nesse sentido, as bombas hidráulicas da Parker estão disponíveis em diversas configurações. Para saber qual é a opção de melhor custo-benefício, converse com quem é AUTORIDADE NO ASSUNTO. A INDUSTRIAL 4.0 trabalha na área hidráulica industrial há mais de 15 anos. Além disso, é distribuidora Parker nessa área.

Conheça os modelos disponíveis.

Oferecemos manutenção e reforma de bombas hidráulicas industriais. Além disso, somos distribuidores Parker nessa área. Entre em contato agora mesmo pelo WhatsApp e solicite um orçamento.

Rate this post
Rolar para cima
×