fbpx

As mulheres na indústria

O papel das mulheres na indústria está diretamente relacionado à importância do Dia Internacional da Mulher.

Como você já sabe, dia 8 de março é o Dia Internacional da Mulher. Mas, afinal, por que esta data foi escolhida para homenagear as mulheres?

Uma dica: tem tudo a ver com o papel das mulheres na indústria.

Sendo assim, antes de saber o porquê da data, é preciso conhecer um pouco essa história…

AS MULHERES NA INDÚSTRIA

O trabalho das mulheres nas fábricas vem desde o início da Primeira Revolução Industrial. Nesse contexto, por serem mão de obra abundante e barata, passaram a ser a principal força de trabalho.

Infelizmente, as condições nesses locais eram as mais terríveis. Só para ter uma ideia, as mulheres cumpriam jornadas de até 17 horas de trabalho por dia, sem fim de semana, férias ou qualquer direito básico que temos atualmente. Além disso, atuavam em condições absurdamente insalubres, recebendo salários até 60% menores que os homens.

Tanto sofrimento obviamente gerou revoltas e com o tempo as operárias passaram a se organizar visando melhores condições de trabalho. A partir daí, as melhorias foram sendo conquistadas pouco a pouco: o fim do trabalho infantil nas fábricas, limites para o expediente, proibição de ocupações pesadas e perigosas etc.

POR QUE DIA 8 DE MARÇO?

A escolha do dia 8 de março tem raízes históricas profundas, uma vez que remete justamente à luta desses movimentos operários femininos. Nesse sentido, a data tem relação com inúmeros acontecimentos que ocorreram na primeira metade do século XX.

A história mais famosa diz que a data é uma homenagem ao incêndio ocorrido numa fábrica têxtil de Nova York em 1911, quando cerca de 130 operárias morreram carbonizadas. No entanto, o Dia da Mulher não está diretamente relacionado a este acontecimento isoladamente

De fato, o primeiro Dia da Mulher foi celebrado em maio de 1908, quando cerca de 1500 mulheres norte-americanas fizeram uma manifestação em prol da igualdade econômica e política no país.

No entanto, o marco que definiu para valer o que viria a ser o Dia Internacional da Mulher ocorreu apenas em 8 de março de 1917 na Rússia. Naquele dia, um grupo de operárias saiu às ruas para se manifestar contra a fome e a Primeira Guerra Mundial.

Por fim, a data foi finalmente oficializada em todo o mundo apenas em 1975, ano em que a ONU organizou uma série de ações para relembrar as conquistas sociais e políticas das mulheres.

Hoje, a data está definitivamente marcada nos calendários e serve para lembrar que ainda existe uma longa caminhada pela frente. No mundo todo mulheres ainda sofrem com a desigualdade e esse é o recado que precisa ser dado.

A MULHER NA INDÚSTRIA BRASILEIRA

A mulher é peça fundamental para a indústria brasileira. No segmento de confecções e artigos do vestuário, por exemplo, representam 75% da força de trabalho. Da mesma forma, no setor de farmoquímicos representa 57% dos empregados.

Em números absolutos, o setor de alimentos é o maior para as mulheres, com 69 mil empregadas. Seguido por confecções e artigos do vestuário, com 41 mil, e de fabricação de móveis, com 9 mil. Tais números expressivos deixa clara a importância da mulher e consequentemente escancaram a necessidade de valorizar essa força de trabalho.

Sendo assim, não só no dia 8 de março, mas durante todo o ano é preciso ter em mente a luta histórica que as mulheres travaram durante mais de um século para obter os seus direitos. Somente dessa forma, será possível acabar com as desigualdades e estabelecer um mercado de trabalho mais justo e competitivo.

Fontes: Portalods e BBC

INDUSTRIAL 4.0
WhatsApp chat