Reduza o custo da manutenção industrial

12 dicas para reduzir o custo da manutenção industrial

O custo da manutenção industrial interfere bastante nos custos de produção. Saber como diminuí-lo é fundamental para manter a competitividade da sua fábrica.

A melhor forma de reduzir os custos da manutenção industrial é manter seu equipamento sempre em bom estado. Dessa forma, você garante a produtividade, a eficiência energética e a disponibilidade. Além disso, evita falhas inesperadas que podem causar sérios prejuízos.

Mas então, como fazer isso? Confira abaixo algumas dicas valiosas.

1- Inicie um CÍRCULO VIRTUOSO no equipamento

Se o seu equipamento vive quebrado, com os custos de manutenção muito elevado, você precisa tomar uma atitude. Nesse sentido, o primeiro passo é iniciar um CÍRCULO VIRTUOSO. Isso significa fazer uma revisão completa ou se preciso for, reformar o equipamento para que ele fique em perfeitas condições de uso.

Ao iniciar um CÍRCULO VIRTUOSO, seu equipamento se torna mais produtivo. Da mesma forma, os custos com manutenção corretiva diminuem. Com mais produtividade e menos gastos com manutenção, sobra mais tempo e dinheiro para você investir em melhorias no equipamento. Assim, uma melhoria vai puxando a outra e o equipamento fica cada vez melhor.

2- Invista em filtros de qualidade

Em sistemas hidráulicos, a contaminação do óleo é a responsável por quase 80% das falhas. Por isso, é essencial investir num sistema de filtração eficiente. Não economize, pois o barato sai muito caro nesse caso.

3- Colete dados do equipamento

A coleta de dados é uma das principais ferramentas da Indústria 4.0. Ela pode ser feita através de sensores – como por exemplo com o SensoNODE da Parker. Com ele é possível implantar a manutenção preditiva na sua indústria. Assim, você identifica falhas antes que elas aconteçam. Com isso, economiza bastante em manutenção .

4- Se planeje

Com um bom planejamento é possível alinhar o cronograma de manutenção com a escala da produção. Com isso, o equipamento fica parado apenas nos momentos mais propícios, quando as atividades da indústria não serão tão afetadas.

5- Planeje reformas e retrofits

Equipamentos industriais são projetados para durar por muitos anos. Porém, equipamentos antigos são bem mais sujeitos à falhas. Inclusive, isso vale até mesmo para aqueles com a manutenção em dia. Inegavelmente, os custos de manutenção tendem a aumentar com o tempo de uso. Nesse sentido, para que o equipamento se mantenha produtivo e com custos de manutenção aceitáveis, em algum momento ele precisará passar por uma reforma ou retrofit. Por isso, é fundamental estar preparado. Isso significa planejar cuidadosamente os momentos em que essas intervenções serão feitas.

6- Treine os operadores

Ao operar corretamente, o equipamento tem menos chances de falhas. Além disso, o operador pode ajudar a identificar problemas de forma precoce. Para isso, é preciso que ele fique atento à vibrações, barulhos, vazamentos, alterações de desempenho etc. Quanto antes perceber algum defeito e comunicar para a equipe de manutenção melhor. Nesse sentido, o operador pode ajudar bastante.

7- Esteja preparado

É preciso estar preparado para emergências. Dessa forma é possível agir rápido. Se preparar para emergências significa, por exemplo, ter um equipamento sobressalente para suprir as necessidades. Da mesma forma, significa ter um fundo de emergência para arcar com possíveis custos de manutenção inesperados.

8- Inspecione o equipamento

A inspeção diária é essencial para evitar que o equipamento funcione com defeito por muito tempo. Afinal, dessa forma, o problema pode se agravar. Sem dúvida, descobrir falhas e corrigi-las rapidamente significa evitar gastos ainda maiores.

9- Mantenha um estoque de peças de reposição

Para evitar paradas por falta de peças é importante considerar a ideia de ter um estoque. Assim, é possível substituir imediatamente, sem deixar o equipamento parado por muito tempo. Da mesma forma, é possível adquirir as peças por um valor menor.

10- Mantenha contato com um fornecedor de confiança

Ter um fornecedor de confiança é essencial. Assim, nos momentos de necessidade fica mais fácil, rápido e barato resolver possíveis problemas.

11- Mantenha um histórico da manutenção

Manter um histórico da manutenção do equipamento é fundamental. Somente dessa forma é possível garantir os prazos de substituição de peças. Desse modo, você não troca peças antes da hora, o que faz você gastar sem precisar. Da mesma forma, não troca após o prazo, o que pode prejudicar o equipamento. Na INDUSTRIAL 4.0 isso fica mais fácil, devido ao selo “Por dentro do equipamento”. O selo dotado de um QR code fica colado no equipamento e permite o acesso fácil ao histórico manutenção.

12- Agregue tecnologias

Novas tecnologias sempre são bem vindas. Afinal, elas podem trazer uma série de benefícios. Por exemplo, com novos sensores é possível implantar a manutenção preditiva no equipamento. Da mesma forma, com uma bomba mais moderna (como as da série DCP da Parker), é possível economizar até 70% na conta de energia. Por isso, durante a manutenção de rotina é muito importante ficar atento às oportunidades de melhorias.

PARA REDUZIR O CUSTO DA MANUTENÇÃO INDUSTRIAL, FALE COM A INDUSTRIAL 4.0

A INDUSTRIAL 4.0 é a parceira perfeita para iniciar um CÍRCULO VIRTUOSO no seu equipamento. Com conhecimento técnico e capacidade analítica, os engenheiros da INDUSTRIAL 4.0 sabem indicar as melhores oportunidades capazes de melhorar o seu equipamento e reduzir custos de manutenção. Além disso, a INDUSTRIAL 4.0 é distribuidora Parker. Ou seja, disponibiliza as soluções dessa empresa inovadora e líder mundial. Por isso, se você precisa de manutenção hidráulica industrial, conte com a INDUSTRIAL 4.0.

Entre em contato agora mesmo e saiba mais.

Se você gostou deste post, compartilhe nas redes sociais!

Rate this post
Rolar para cima
×